O ano está chegando ao fim e você fica com aquela sensação de que não fez tudo que queria? Que ainda existem coisas para resolver? Sente que seu ano não foi tão produtivo quanto gostaria? É hora de começar a traçar um bom plano para que isso não se repita no próximo ano.

Se deseja avançar em sua carreira, melhorar seus hábitos alimentares, ter maior qualidade em sua vida pessoal, conquistar prosperidade financeira ou mesmo ter mais tempo livre para curtir sua família, saiba que você pode conquistar tudo isso com um bom planejamento pessoal.

Com este post você irá avaliar o ano que passou, identificar os pontos de melhoria e traçar metas para as diversas áreas da sua vida ao longo do próximo ano: financeira, profissional, familiar, bem-estar, espiritual e até mesmo amorosa.

1. Avalie o ano que passou

Quais são os reais motivos para analisar como foi o ano? Através de uma auto-análise é possível listar os pontos altos do ano, identificar aqueles que deixaram a desejar e descobrir as razões pelas quais algumas áreas da sua vida foram colocadas de lado.

Uma ferramenta poderosa para ajudar a visualizar tudo que aconteceu durante o ano é a “linha do tempo do ano”, que serve para nos mostrar quais os contextos vividos.  A linha do tempo é uma “viagem” em nossa própria memória, que nos ajuda a resgatar fatos importantes que estão em nossa consciência.

Desta forma, além de ser um convite ao autoconhecimento, a ferramenta nos ajuda a entender melhor quem somos e o que nos trouxe até aqui. Esse exercício deve ter um espírito investigativo e reflexivo, que permita tirar aprendizado das experiências.

Para criar a linha do tempo do seu 2018 é só pegar um caderno e colocar todos os meses (de Janeiro a Dezembro). Depois, registrar o que aconteceu ao longo do ano e o impacto que isto  teve em sua vida (seja positivo ou negativo).

No exercício, é importante anotar os insights sobre cada um desses eventos, refletindo: O que aconteceu? Quando? Quais foram os motivos para que acontecesse? O que aprendi?

2. Identifique oportunidades e pontos de melhoria

Agora que você visualizou todos os acontecimentos do ano que passou, identifique as oportunidades para o próximo ano e anote os pontos onde pode melhorar.

Saber quais são os comportamentos e pensamentos que podem nos levar a auto-sabotagem é essencial. Por exemplo, se você é uma pessoa que tem dificuldades em lidar com a disciplina e possui forte tendência para a procrastinação, terá que trabalhar com mais comprometimento para não perder o foco. Essa “virada de chave” serve para eliminar as influências negativas que você mesmo pode criar.

3. Como fazer o planejamento pessoal?

Após fazer o balanço geral do ano que passou e refletir sobre os pontos de melhoria, chegou a hora de colocar a mão na massa.

Alguns fatores devem ser levados em consideração na hora de começar a montar seu planejamento:

3.1 Liste seus sonhos

A compra de uma casa, trocar o carro, ter mais tempo com a família, emagrecer, terminar um curso, fazer a viagem dos sonhos, ler mais livros ou controlar a ansiedade.

Escreva tudo que gostaria de realizar, mesmo que pareça um sonho impossível para o momento. Agora é hora de fazer um “brainstorm” e colocar todas as ideias que forem surgindo.

3.2 Organize as ideias e trace suas metas

Agora que já listou tudo o que queria, chegou a hora de filtrar e focar naquilo que realmente seria uma prioridade. Leve em consideração 5 aspectos na hora de traçar suas metas por meio  da metodologia SMART.

S (Específico): Sua meta deve ser bem específica. Destaque o que deseja alcançar com ela e como ela será alcançada.

M (Mensurável): Se não pode medir, então não tem como gerenciar. Sua meta deve ser mensurável e deve estar alinhada com o resultado esperado, o tempo que será necessário para alcançá-la e se será possível saber quando ela será cumprida.

A (Atingível): Seja realista. Trace metas possíveis de serem cumpridas dentro da sua realidade de vida. Sonhe com os pés no chão e trabalhe com os recursos que você possui.

R (Relevante): Para que seus objetivos sejam relevantes, eles precisam estar de acordo com seu propósito de vida. A meta deve impactar de forma positiva a sua vida e das pessoas ao seu redor.

T (Temporal): Uma meta que não tem prazo, dificilmente será cumprida. Prazos ajudam a transformar a procrastinação em ação! Crie um senso de urgência e defina datas para cada meta.

3.3 Finalize seu planejamento

Assim como nas empresas, o planejamento pessoal pode ser feito com a ferramenta PDCAPlan, DO, Check, Adjust (planejar, executar, avaliar e ajustar).

Agora que você já conseguiu planejar as metas usando a técnica “SMART”, chegou o momento de criar mais 3 colunas no seu caderno com os prazos para execução, avaliação dos resultados e ajustes (que podem ser necessários ao longo do ano).

Coloque seu plano pessoal em um lugar visível, onde poderá consultar com frequência, e lembre-se também de ser grato por cada aprendizado e por cada etapa que for cumprida com êxito.

Por que fazer um planejamento pessoal anual?

Após ler todas essas dicas você ainda se pergunta quais as vantagens de criar um planejamento anual? Além do planejamento servir como um guia para a tomada de decisão ao longo do ano, ele serve como “ponte” para integrar as diferentes áreas de nossas vidas e fortalecer quem somos.

Ao pensar no seu próximo ano de forma estratégica, você se motiva a alcançar os objetivos propostos e trabalha também suas prioridades, tornando-se um protagonista da sua própria história.

cta-radar-de-carreira
WhatsApp chat